IV Inovagri International Meeting

Pensar na gestão e com o conhecimento acadêmico contribuir para o uso racional da água. Com este objetivo há dez anos foi criado o Instituto INOVAGRI. A ideia surgiu durante uma reunião na sede da Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado do Ceará.

Desde então, o INOVAGRI desenvolve diversas atividades que vêm contribuindo para levar aos campos irrigados de todo o Brasil uma nova perspectiva em três vertentes: a pesquisa, o desenvolvimento tecnológico e a inovação da agricultura irrigada.

Para celebrar a primeira década de atividades, o Centro de Eventos do Ceará recebe em outubro o INOVAGRI International Meeting. A comunidade científica mundial estará em Fortaleza discutindo e multiplicando o conhecimento sobre os temas que envolvem o uso da água na agricultura.

Para o evento são esperados 60 palestrantes nacionais e internacionais. Além disso, mais de 800 estudantes, pesquisadores, profissionais e interessados pelo setor, vindo de todos os Estados e de vários países que irão fazer apresentações de trabalhos científicos e promover discussões acerca dos temas. Serão 5 dias de evento, promovendo um intercâmbio de conhecimento entre os envolvidos com a temática água no meio rural, com foco principal em irrigação e drenagem agrícola.

O IV INOVAGRI INTERNATIONAL MEETING é uma realização do Instituto INOVAGRI.

Relação de Trabalhos em ordem alfabética
Título Acessos
FLUORESCÊNCIA SOB SATURAÇÃO LUMINOSA DE MARACUJAZEIRO AMARELO SOB LÂMINAS DE ÁGUA E CONSÓRCIO 41
FONTES E DOSES DE NITROGÊNIO EM CANA-DE-AÇÚCAR IRRIGADA EM UM LATOSSOLO VERMELHO DE CERRADO 39
FORMAÇÃO DE FITOMASSA DE PORTA-ENXERTO DE TANGERINEIRA COM SWINGLE SOB SALINIDADE DA ÁGUA 29
FORMAÇÃO DE FITOMASSA DE PORTA-ENXERTO HÍBRIDOS DE TANGERINEIRA, PONCIRUS E LIMOEIRO SOB SALINIDADE DA ÁGUA 32
FORMAÇÃO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO AMARELO COM BIOFERTILIZANTE DE ORIGEM SUÍNA 32
FORMAÇÃO DE PORTA-ENXERTO DE GOIABEIRA cv. ‘PALUMA’ IRRIGADO COM ÁGUAS SALINAS E ADUBAÇÃO POTÁSSICA 48
FORMAS DE APROVEITAMENTO DE ÁGUAS SALOBRAS EM HIDROPONIA PARA A PRODUÇÃO DE COUVE-FOLHA 31
FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA NA QUALIDADE DE MUDAS DE PINHA EM SUBSTRATO COM POLÍMERO 35
FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO NA CULTURA DO GERGILIM CULTIVADA NO LITORAL CEARENSE 28
GAS EXCHANGE IN LEAVES OF coffea arabica IRRIGATED 37
GEOTECNOLOGIAS APLICADA NA IDENTIFICAÇÃO DE ÁREAS APTAS A IMPLANTAÇÃO DE IRRIGAÇÃO POR PIVÔ CENTRAL NO CERRADO 50
GERMINAÇÃO DE ENXERTOS DE MANGUEIRA SOB CONDIÇÕES DE SALINIDADE 36
GERMINAÇÃO DE PIMENTA MALAGUETA SOB ESTRESSE SALINO E DIFERENTES SUBSTRATOS 32
GERMINAÇÃO E DESENVOLVIMENTO INICIAL DE PORTA-ENXERTOS DE MANGUEIRA SOB CONDIÇÕES DE SALINIDADE 37
GERMINATION OF CAATINGA NATIVE SPECIES UNDER SALT STRESS CONDITIONS 54
GRÁFICOS DE CONTROLE NA AVALIAÇÃO DE SISTEMA DE IRRIGAÇÃO EM JARDINS RESIDENCIAIS 43
GRAIN PRODUCTION OF CORN HYBRIDS UNDER DIFFERENT NITROGEN FERTILIZATIONS IN LOCAL SUBSUPERFICIAL IRRIGATION SYSTEM 32
GRAU DE ENTUPIMENTO DE EMISSORES SOB A APLICAÇÃO DE MACRO E MICRONUTRIENTES 42
GROWTH OF IRRIGATED HERBACEOUS COTTON WITH DOMESTIC SEWAGE WATER TREATED 28
GROWTH REDUCTION INDUCED BY SALT INHIBIT NITRATE INFLUX IN COWPEA ROOTS BY LOW N-DEMAND (SIGNAL FEEDBACK REGULATION) 36
IDENTIFICAÇÃO DE CANA-DE-AÇÚCAR IRRIGADA NA REGIÃO CENTRO-SUL DO BRASIL A PARTIR DE SÉRIES TEMPORAIS MODIS 27
IMPACTS OF CLIMATE CHANGES ON THE SUSTAINABILITY OF WATER RESOURCES OF THE RIO VERDE GRANDE BASIN, MINAS GERAIS, BRAZIL 32
INDICADORES ECONÔMICOS DA CULTURA DA ABOBRINHA SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO 31
ÍNDICE DE CLOROFILA DE VARIEDADES DO TOMATE COM REUSO DE ÁGUA RESIDUÁRIA 34
ÍNDICE DE ESPIGAS COMERCIAIS DO MILHO-VERDE IRRIGADO POR GOTEJAMENTO EM TERESINA-PI 32
Índice de estresse hídrico e fluxo de seiva em cacaueiros jovens em condições de baixa demanda de água da atmosfera 35
ÍNDICE DE ESTRESSE HÍDRICO, POTENCIAL HÍDRICO E SUCULÊNCIA FOLIAR NA COUVE-FLOR HIDROPÔNICA COM ÁGUAS SALOBRAS 43
ÍNDICE DE TOLERÂNCIA À SALINIDADE NA CULTURA DO MILHO SOB ESTRESSE SALINO E ADUBAÇÃO NITROGENADA EM DOIS SOLOS 31
ÍNDICE RELATIVO DE CLOROFILA EM BERINJELA SOB USO DE ÁGUAS SALINAS E FERTIRRIGAÇÃO COM RAZÕES K/Ca 36
Índices morfofisiológicos de mudas de maracujá-do-mato irrigadas com águas salinas em função de fertilizantes orgânicos 45
INFLUENCE OF NITROGEN FERTILIZATION IN PRODUCTIVITY COMPONENTS IN IRRIGATED BEAN CULTURE 30
INFLUENCE OF VINEYARD TOPOGRAPHY ON ACTUAL EVAPOTRANSPIRATION USING UAV IN SOUTHERN BRAZIL 40
INFLUÊNCIA DA SALINIDADE DA ÁGUA E DO MODO DE IRRIGAÇÃO NO TEOR DE CLOROFILA TOTAL DE PLANTAS ORNAMENTAIS 28
Influência da Soma Térmica na Expressão das Fases Fenológicas da Melancia 32
INFLUÊNCIA DA VAZÃO DO GOTEJADOR E DA INCLINAÇÃO DO SOLO NA GEOMETRIA DO BULBO MOLHADO EM UM LATOSSOLO 54
INFLUÊNCIA DE DIFERENTES NÍVEIS DE SALINIDADE NA PRODUTIVIDADE DO COENTRO NO AGRESTE ALAGOANO 29
INFLUÊNCIA DE ESTRATÉGIAS DE IRRIGAÇÃO NAS CARACTERISTICAS FÍSICO-QUÍMICAS DE VINHOS COLONIAIS DO PLANALTO CATARINENSE 72
INFLUÊNCIA DE FONTES E DOSES DE NITROGÊNIO NAS CARACTERÍSTICAS INDUSTRIAIS DA CANA-DE-AÇÚCAR 33
INFLUÊNCIA DE FONTES E DOSES DE NITROGÊNIO NOS PARÂMETROS DE APURAÇÃO DA QUALIDADE DA CANA-DE-AÇÚCAR 30
INFLUÊNCIA DE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO E DENSIDADES DE SEMEADURA EM RELAÇÃO AO COMPRIMENTO DA ESPIGA DO MILHO VERDE COM PALHA 29
INFLUÊNCIA DE NÍVEIS DE SALINIDADE E LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NA SALINIDADE DO SOLO E PRODUÇÃO DE FRUTOS VERDES NA CULTURA DO QUIABEIRO 28
INFLUENCIA DO REUSO DE ÁGUA RESIDUÁRIA NA CONDUTIVIDADE ELÉTRICA E HIDRÁULICA DE UM LATOSSOLO 58
INTERAÇÃO ENTRE A SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO E O GOTEJAMENTO POR PULSOS NA CULTURA DO FEIJÃO-VAGEM 59
INTERAÇÃO ENTRE FERTIRRIGAÇÃO POTÁSSICA E CÁLCICA COM A SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DA BERINJELA 34
INTERAÇÃO ENTRE SUBSTRATO E BIOESTIMULANTE EM MUDAS DE PIMENTA PRODUZIDAS COM SOLUÇÃO NUTRITIVA SALINA 35
INTERAÇÃO SALINIDADE E SUBSTRATO NA EMERGÊNCIA E CRESCIMENTO INICIAL DA RÚCULA (Eruca sativa L.) 55
INTERACTION SALINITY, BIOFERTILIZER AND POTASSIUM FERTILIZATION IN YELLOW PASSION FRUIT SEEDLINGS FORMATION 30
INTERFERÊNCIA DA AGRICULTURA ORGÂNICA NA QUALIDADE MICROBIOLÓGICA DAS ÁGUAS SUPERFICIAIS 39
INTERFERÊNCIA DA OXIGENAÇÃO NA ABSORÇÃO DE ÁGUA E ÍONS EM PLANTAS DE ARROZ SOB SALINIDADE 34
INTERFERÊNCIA DE DEFICIT HÍDRICO NO CAFEEIRO CONILON CLONAL EM CRESCIMENTO INICIAL 34